Plataforma de Conhecimentos do Programa Mais Médicos é lançada na 12ª Conferência Internacional da Rede Unida

IMG-20160322-WA0005O portal Plataforma de Conhecimentos do Programa Mais Médicos (http://apsredes.org/mais-medicos) foi lançado no dia 22 de março de 2016, em Campo Grande, durante a 12ª Conferência Internacional da Rede Unida e contou com as participações de Dr. Luiz Augusto Fachini, coordenador da Rede de Pesquisas em Atenção Primária da ABRASCO, Raquel Abrantes, consultora da UTMM-OPAS-OMS Brasil e Rosemeire Rocha, bibliotecária da BIREME/OPAS/OMS.

A Plataforma de Conhecimentos do Programa Mais Médicos (PMM) é uma iniciativa conjunta da Rede de IMG-20160322-WA0003Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Abrasco a OPAS-OMS Brasil e o Ministério da Saúde. Constituem uma ferramenta de interação entre pesquisadores, gestores e demais atores do setor da saúde que reúne informações e evidências científicas provenientes das pesquisas sobre o Programa. 

Seu objetivo é compartilhar os conhecimentos acumulados no processo de implementação do programa como parte de uma estratégia para tornar transparente os resultados, fortalecer as ações públicas e facilitar o intercâmbio de experiências. Organizar, socializar e promover a difusão deste investimento intelectual envolvido5, analisar e refletir sobre o mesmo, promover intercâmbio de informação entre os pesquisadores são algumas das atividades que a Plataforma irá possibilitar.

A Plataforma reúne acervos de Pesquisas e de Publicações sobre o PMM. O Acervo de Pesquisa contém informações sobre as principais investigações sobre o tema concluídas e em andamento no Brasil. Já o Acervo de Publicações oferece os resultados de um levantamento contínuo dos trabalhos científicos publicados sobre a forma de artigos, livros e capítulos de livros e 4teses defendidas que referem o Programa.

As bases de dados são construídas por meio da interação com o pesquisador que pode cadastrar o seu projeto de pesquisa, descrever questões metodológicas, compartilhar resultados e desafios na geração do conhecimento. Outra forma de coleta é a busca sistemática aos principais sites acadêmicos e a utilização de motores de busca em repositórios digitais.

Também podem ser sugeridas publicações técnicas e científicas, além de teses e documentos não convencionais sobre o PMM.

Esse trabalho é fruto da cooperação técnica entre a Rede APS da Abrasco, o Ministério da Saúde, a OPAS/OMS Representação do Brasil e a BIREME/OPAS/OMS.